Parque Tecnológico Itaipu

Parque Tecnológico Itaipu

Até 2003, a missão da Itaipu Binacional era "gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental". A partir de então, esse compromisso foi ampliado, passando também a impulsionar o desenvolvimento econômico, turístico, tecnológico e sustentável no Brasil e no Paraguai. O Parque Tecnológico Itaipu (PTI) foi criado pela Itaipu como fruto dessa expansão da Binacional, com o propósito de integrar e transformar conhecimentos e tecnologias em soluções para o progresso da sociedade.

 
Para viabilizar tal missão, o PTI promove a união entre empresas, centros de pesquisa, laboratórios e instituições de ensino. Quem ganha com isso é o país, com projetos e estudos em benefício da sociedade.

O PTI está instalado nos alojamentos que nas décadas de 1970-1980 foram ocupados pelos operários que construíram a Usina de Itaipu. O PTI foi criado em 2003, a partir de uma articulação da Itaipu para a implantação de um ambiente apropriado ao desenvolvimento tecnológico, em parceria com o Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação (Itai) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).
 
Em 23 de maio de 2003, a intenção de criar um ambiente de ciência, tecnologia e inovação foi pactuada por 37 autoridades brasileiras e paraguaias, com a Assinatura da Carta de Intenções para criação do Parque Tecnológico. Em agosto foi lançada a pedra fundamental do PTI e, em outubro, iniciaram as atividades do Parque.
 
Os antigos alojamentos dos barrageiros deram lugar a salas de aula, incubadora de empresas, entidades governamentais, empresas de iniciativa privada e toda uma sociedade a fim de trabalhar pelo desenvolvimento de tecnologias sustentáveis. 
 

Missão

 

"Gerir o ecossistema de inovação do Parque Tecnológico Itaipu, desenvolvendo ciência, tecnologia, inovação e negócios, resultando em riqueza e bem-estar à sociedade."

 

 

Visão

 

"Tornar o Parque Tecnológico Itaipu, até 2024, reconhecido, no Brasil, como um dos melhores ambientes de interação, inovações e negócios no âmbito de suas temáticas."

 

 

Valores

 

  • Respeito e integridade;
  • Valorização e integridade;
  • Cooperação;
  • Inovação e empreendedorismo;
  • Excelência. 

 

Objetivos Estratégicos

 

Finanças:

 

  • Reduzir o custo operacional;   
  • Ampliar as receitas de diversas fontes;
  • Buscar a sustentabilidade econômica e financeira.

 

Mercado e Clientes:

 

  • Atender às demandas de soluções tecnológicas da Itaipu Binacional;
  • Expandir o desenvolvimento de soluções para a iniciativa privada e a área pública;
  • Atrair e manter agentes da tríplice hélice para consolidar o ecossistema de inovação;
  • Apoiar e participar de geração de inovações e negócios de terceiros;
  • Ampliar a oferta de serviços e infraestrutura física e tecnológica no PTI-BR;
  • Aperfeiçoar a qualidade das entregas;
  •  

Processos internos:

 

  • Adequar, automatizar e atualizar, continuamente, os processos, promovendo a efetividade, em estrutura matricial;
  • Aprimorar gestão de portfólio de produtos e serviços;
  • Implantar processo da gestão da inovação;
  • Operar e implementar mecanismos para dinamizar o ecossistema de inovação do PTI-BR;
  • Implantar modelo de governança e instrumentalizar a gestão estratégica;
  • Aprimorar a operação do Complexo Turístico Itaipu;

 

Pessoas:


  • Aperfeiçoar a gestão de pessoas orientada a resultados e ambientes competitivos;
  • Aproveitar os conhecimentos e ativos do ecossistema do PTI-BR e de parceiros para desenvolver competências. 

 

 

Planejamento Estratégico

 

Conheça o Planejamento Estratégico da Fundação PTI 2020-2024.

 

 

Estatuto

 

Acesse o Estatuto da Fundação PTI.


 

Na estrutura organizacional, concebida pela Fundação PTI, as diretorias, áreas funcionais e assessorias estão voltadas para o apoio conjunto aos projetos desenvolvidos no Parque. Os órgãos de administração que compõem a base da estrutura organizacional são: o Conselho Diretor, o Conselho de Curadores e o Conselho Fiscal.
 
 
Conselho Diretor
 

Da esquerda para a direita: diretor administrativo-financeiro Flaviano da Costa Masnik, diretor superintendente general Eduardo Castanheira Garrido Alves e diretor técnico Rafael José Deitos. 
 
 
Eduardo Castanheira Garrido Alves - Diretor Superintendente
 
O general Eduardo Castanheira Garrido Alves ingressou no exército em 1975 pela Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas, São Paulo. Possui bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras (1978-1981), especialização em Educação Física pela Escola de Educação Física do Exército Rio de Janeiro (1989-1990), Mestrado em Aplicações Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (1991), Doutorado em Aplicações, Planejamento e Estudos Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (1994-1996) e MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas (2010). 
Foi gestor dos setores de Alimentação, Materiais, Licitações e Financeiro do 1º Grupo de Artilharia Antiaérea, entre 1982 e 1985. Em 1986, gerenciou os setores de Alimentação, Materiais, Licitações e Financeiro do Depósito Regional de Material de Intendência da 1ª Região Militar. Comandou a 1ª Companhia Depósito de Material de Intendência da 1ª Região Militar, em 1987. Participou da implantação da Aviação do Exército pelo 1º Batalhão de Aviação do Exército e da Base de Aviação do Exército. Entre 1992 e 1994, foi instrutor da Academia Militar das Agulhas Negras. Comandou o 11º Depósito de Suprimento entre 2006 e 2007. De 2008 a 2011 foi chefe da Seção de Planejamento e Execução do Orçamento do Exército na 6ª Subchefia do Estado-Maior do Exército. Em março de 2012 foi promovido ao generalato e assumiu a chefia da Assessoria Especial de Orçamento e Finanças do Exército Brasileiro. Em 2015, assumiu a 6ª Subchefia do Estado-Maior do Exército. Desde março de 2017 atuava no Ministério da Defesa, a qual deixa o cargo de Assessor Especial do Ministro da Defesa para assumir a diretoria do Parque Tecnológico Itaipu.
 
Flaviano da Costa Masnik - Diretor Administrativo-Financeiro 
 
Graduado em Bacharelado em Administração pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) (1995), Flaviano da Costa Masnik é pós-graduado em Finanças pela Faculdade Católica de Administração e Economia (FAE) (2002), pós-graduado em Lean Six Sigma pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) (2013) e cursa o MBA Executivo em Administração do Setor Elétrico desde outubro de 2018. 
Entre os cargos que Masnik ocupou estão o de coordenador de seguros (2004-2006) da HSBC Seguros S.A., gerente de serviços da HSBC Vida e Previdência S.A. e gerente de operações da HSBC Bank Brasil S.A. (2008-2011). 
Desde 2011, Masnik atua como administrador na Diretoria Financeira da Itaipu Binacional. Ele também é membro eleito do Comitê de Investimento da Fundação Itaipu Brasil de Previdência e Assistência Social (Fibra) (abril/2018 a março/2021), coordena o Escritório de Projetos (PMO) da Diretoria Financeira desde 2018, é gestor de aplicativo SAP – Business Intelligence 2016 e representa a Superintendência de Administração Financeira no Escritório de Processo da Diretoria Financeira desde 2013.
 
Rafael José Deitos - Diretor Técnico
 

Graduado em Engenharia de Controle e Automação Industrial pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) (2006), Deitos é mestre em Engenharia de Automação e Sistemas pela UFSC (2009) e pós-graduado em Gestão Negócios do Setor Elétrico pela Fundação Getúlio Vargas. 
Foi pesquisador pela SAP AG Alemanha, em Karlsruhe (BW) (2008-2009) e pela SAP Labs EUA, em Palo Alto (CA) (2009). Deitos atuou como desenvolvedor especialista da SAP Labs Brasil, em São Leopoldo (RS) e como professor da Faculdade Anglo-Americano, em Foz do Iguaçu (2011-2014). Desde agosto de 2010 integra a equipe de Suporte a Sistemas Digitais da Superintendência de Operação da Itaipu Binacional. 

 
 
Conselho de Curadores
 
Delibera sobre todos os assuntos relativos ao estatuto e ao planejamento estratégico da Fundação PTI. 
 

 

Titulares

 

Alcione Benacchio – IFPR

Aldry Lucena – Itaipu Binacional

André Luiz Jordão - Itaipu Binacional

Augusto Cesar Stein – Sebrae

Francisco Ronald Rocha Fernandes – Itaipu Binacional 

Jorge Henn - Itaipu Binacional

Ney Patricio da Costa – Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu

 

 

 
Suplentes
 
Flávio Lucio Alves Pedrosa - IFPR

Flúvio Ricardo Nascimento – Itaipu Binacional

Luiz Marcelo Padilha – Sebrae

Marcio Massakiti Kubo - Itaipu Binacional 

Osli de Souza Machado – Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu

 
 
 
Conselho Fiscal
 
Delibera sobre todos os assuntos contábeis relacionados à Fundação PTI.
 
Titulares
 

Rodrigo Augusto Kusiak (Itaipu)
Alberto Dias Viana (Itaipu)
João Carlos Zanatta (Itaipu)

 
Suplentes
 

Caio Nór Güttler (Itaipu)
Francieli Camila Tognon Tonelli (Itaipu)
 
 
Organograma
 
 
 
 
 
 
 

Ambulatório
Atendimento no Bloco 10, das 8h às 12h e das 13h às 17h. Contato: 3576-2115.
Restaurantes
São duas opções de restaurantes
Serviços bancários
Agência Itaú no Bloco 3, espaço 1. Atendimento das 10h às 15h. Contato: 3526-1263. Caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal no Bloco 4.
Cafeteria
Atendimento de segunda a sexta-feira
Agência dos Correios
No Bloco 3, espaço 1. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30 e 12h45 às 16h30. Contato: 3522-3908.

Para visitas institucionais, preencha o formulário disponível aqui. O documento deve ser enviado para o e-mail: visitas@pti.org.br. Para mais informações, entre em contato com a Assessoria de Comunicação e Marketing pelo telefone (45) 3576-7295.

 

É importante o fornecimento de todas as informações solicitadas, pois, além da reserva de data, elas servirão para organizar o percurso da visita e articular com as áreas de interesse suas expectativas.

 

Todo o percurso da visita é conduzido por um monitor e as visitas técnicas são sempre acompanhadas por um profissional especializado no tema de interesse dos visitantes.

 

O roteiro padrão da visita institucional ao PTI tem duração de, aproximadamente, duas horas. 

 

Moção de Aplausos - Homenagem da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu ao PTI em 2010
Certificado de Excelência TripAdvisor - Complexo Turístico Itaipu - 2014, 2015 e 2016
Prêmio de Excelência e Inovação do Turismo na categoria Pesquisa, Tecnologia e Inovação 2016
Incubadora Santos Dumont foi uma das vencedoras do Desafio de Incubação e Aceleração de Impacto - ICE 2016
Prêmio Ozires Silva na categoria "Empresa de Social ou Cívica de Médio Porte" 2012
Prêmio Ozires Silva de empreendedorismo na educação 2014 - Projeto Água: Conhecimento para Gestão
Prêmio Innova World de Inovação Social 2013 - Projeto Água: Conhecimento para Gestão