Vira Vida inicia quinta turma em Foz do Iguaçu

Vira Vida inicia quinta turma em Foz do Iguaçu

13/06/2019

Mais de 200 jovens se inscreveram para a quinta turma do Programa Vira Vida, em Foz do Iguaçu e 70 candidatos foram selecionados e terão a oportunidade de promover uma verdadeira transformação em suas vidas, como o próprio nome da iniciativa sugere. Na noite dessa quarta-feira, 12, foi realizada no Parque Tecnológico Itaipu (PTI) a aula inaugural do Programa, que reuniu os participantes e familiares. 

 

Durante seis meses, esses 70 jovens farão atividades como oficinas de português, matemática, informática e outros temas diversos, como educação ambiental, direitos e cidadania e resgate de autoestima, em uma fase chamada de pré-aprendizagem. Após esse período, eles são encaminhados às empresas parceiras do programa, onde atuarão como jovens aprendizes. 

 

O Vira Vida, criado em 2008 pelo  Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi), é uma iniciativa que surgiu a partir de uma parceria com o Sesi no Paraná com diversas instituições, entre elas a Itaipu Binacional e o PTI, onde são realizadas as aulas. O gerente da unidade Sesi/Senai de Foz, Thiago D’Arisbo, ressaltou a importância do apoio das famílias para que o processo de transformação dos jovens ocorra. Ele enfatizou que o esforço das instituições organizadoras seria em vão caso haja evasão desses jovens, por isso o papel dos familiares nesse acompanhamento é fundamental. 

 

No caso da Larissa Fabiane Gerônimo Pereira e Silva, de 17 anos, que participou do Vira Vida em 2017, o suporte da mãe, Alexandra, fez a diferença para que não abandonasse o programa nas vezes em que pensou em desistir. Ao contar sua experiência durante a aula inaugural, a adolescente não conseguiu conter o choro. Ela disse que quando iniciaram as aulas não sabia nem pegar ônibus. A mãe a acompanhou no primeiro dia, mas ainda assim se perdeu na volta para casa. Dois anos depois, Larissa já sabe se virar muito bem e está trabalhando na unidade do sistema Fiep. “Acho que quando terminar, vou me inscrever de novo (no Programa Vira Vida), porque vale muito a pena”, brincou. 

 


O gerente da unidade Sesi/Senai, Thiago D'Arisbo, ressaltou a importância do apoio das famílias na transformação dos jovens. Fotos: Kiko Sierich/PTI. 

 

A assistente social do PTI, Roseli Grandi Semczuk, também salientou o papel da família no processo de aprendizagem dos jovens. “Agora estão todos animados, entusiasmados em conhecer coisas diferentes, mas terão aqueles dias em que vocês não irão querer vir, porque estarão cansados. Aí entra a família, o apoio e a integração, porque serão longos meses”. Ela destacou que a turma poderá contar com o suporte do PTI. 

 

O coordenador do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT) da Itaipu, Vinícius Ortiz de Camargo, comentou que muitos jovens que participam da iniciativa da binacional, que tem como objetivo desenvolver a profissionalização, foram do Vira Vida. Segundo Ortiz, eles já chegam com bastante desenvoltura e preparo, uma vez que o programa tem uma preocupação com “o ser humano em sua totalidade”. 

 

Sobre o Vira Vida 

 

O Programa apoia jovens com idade entre 15 e 21 anos em situação de vulnerabilidade social. Uma das principais metas da iniciativa é garantir direitos fundamentais de acesso à educação, à profissionalização e à dignidade. O Vira Vida está presente em 11 estados brasileiros e também em El Salvador. O Programa existe no Paraná desde 2010, onde já formou mais de 1100 jovens. Desde 2014 o PTI é parceiro do Vira Vida.