Tecnologia LoRa instalada pelo PTI melhora transmissão de dados de estações climáticas da região

Tecnologia LoRa instalada pelo PTI melhora transmissão de dados de estações climáticas da região

04/09/2019

As estações climáticas instaladas na região Oeste do Paraná, projeto da Itaipu Binacional, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), que captam dados como a umidade do solo, temperatura, velocidade do vento e volume de chuvas, agora contam com uma solução que transmite essas informações por meio da tecnologia LoRa, pesquisada e adaptada pelo Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

 

Com essa tecnologia, são necessários menos pontos de internet para captar as informações meteorológicas, que são transmitidas para o Sistema Monitoramento de Estações Climáticas (Smec2), que funciona no PTI.

 

A LoRaWAN é um protocolo de comunicação amplamente utilizada em Internet das Coisas (IoT) e possui vantagens em relação aos meios convencionais de transmissão de dados, como 3G e 4G, isso porque consome pouca energia, possui um custo de manutenção reduzido e um raio de cobertura de até 12 quilômetros.

 

A solução desenvolvida funciona em paralelo ao sistema atual de transmissão de dados da Itaipu e está em fase de testes, com duas estações climáticas localizadas em Toledo. A ideia é monitorar o envio dos dados por meio da solução e ampliar para as demais estações climáticas da região, servindo de modelo para produtores e municípios.

 

“Nossa proposta é estender o uso da tecnologia LoRa para as demais estações da bacia do Paraná3 e futuramente oferecer essa infraestrutura para produtores rurais, municípios e cooperativas que queiram empregar essa tecnologia”, disse o técnico do PTI, José dos Santos.

 

Tecnologia LoRa

 

A tecnologia LoRa é uma nova forma de comunicação sem fio, semelhante ao wi-fi e ao bluetooth, que permite comunicações em longas distâncias (de 3 a 4 quilômetros em áreas urbanas e de até 12 quilômetros para áreas rurais), gastando muito pouco de energia.

 

O nome dessa tecnologia é uma abreviação para Long Range, que significa “longo alcance” em inglês. Possui uma especificação de camada lógica mais simples (forma de organizar o envio da informação), considerada ideal para o universo da internet das coisas.

 

Sistema de Monitoramento Climático

 

O Sistema de Monitoramento de Estações Climáticas (Smec²) foi inaugurado em janeiro deste ano no PTI, um projeto da Itaipu, da Unioeste e do Iapar, com o objetivo de integrar dados de estações meteorológicas de várias regiões. Atualmente, o sistema reúne dados de mais de cem estações do Paraná e possibilita o acesso mais rápido e fácil as informações de clima, temperatura e umidade do ar e do solo.